O mundo está realmente a piorar?

Pode ser difícil olhar para as notícias nos dias que correm sem nos sentirmos tristes. Pandemia, guerra, mudanças climáticas – as coisas podem parecer realmente sombrias. […]

Embora algumas coisas como a desigualdade de rendimentos ou os maus-tratos a animais não humanos pareçam estar a piorar, há dados surpreendentes que mostram que algumas coisas estão muito melhor do que se imagina.

Os animais da quinta e os seres humanos devem ser tratados da mesma forma, dizem as crianças

Investigadores das universidades de Exeter e Oxford perguntaram a um grupo de crianças britânicas dos 9 aos 11 anos, a jovens adultos dos 18 aos 21 anos e a homens e mulheres mais velhos sobre as suas atitudes em relação a diferentes tipos de animais.

Em geral, as crianças disseram que os animais da quinta e os seres humanos devem ser tratados da mesma forma e consideravam menos moralmente aceitável comer animais do que os dois grupos de adultos. Os resultados sugerem que o “especismo” – uma hierarquia moral que dá um valor diferente a diferentes animais – de acordo com o estudo, aprende-se durante a adolescência.

Animais Selvagens Porquê?

O número de animais selvagens excede de longe o número combinado de seres humanos, animais da pecuária, animais de estimação e animais em laboratórios. Infelizmente, muitos animais selvagens — possivelmente a vasta maioria — vivem vidas muito curtas e sofrem mortes dolorosas. Os números estimados de animais no mundo sugerem que os animais selvagens experienciam mais prazer e dor do que os seres humanos ou os animais domésticos.

Melhorar o bem-estar animal

Se quiser reduzir o sofrimento no mundo (independentemente de quem o esteja a sentir), a defesa dos animais pode ser a causa certa para si. Só nos EUA, mais de um milhão de animais terrestres são abatidos por hora. Ao mesmo tempo, inúmeros animais sofrem desnecessariamente na natureza.