Educação e Altruísmo Eficaz (1 de 2)

Apresento um resumo de alguns estudos sobre o impacto da intervenção social na área da educação junto com alguma reflexão sobre a abordagem que o Altruísmo Eficaz lhe confere.

Anúncios

O que faz com que uma instituição de caridade seja eficaz?

Quando damos dinheiro a uma instituição de caridade, assumimos que o dinheiro será usado para fazer o bem. Mas nem sempre é assim. Algumas instituições de caridade conseguem fazer muito pouco; algumas podem até causar danos não intencionais.
O que torna uma instituição de caridade eficaz, como sabemos se é eficaz e como podemos usar essas informações para orientar as nossas doações?

Nenhuma Temporada Improdutiva?

Sweatshop é um termo aplicado para se referir a todo tipo de trabalho extenuante em uma linha de produção com condições severas para os trabalhadores.
A situação gera um dilema porque, por um lado, as condições em que os empregados trabalham são péssimas, mas, por outro lado, essas fábricas parecem trazer algum bem tanto no nível individual quanto no coletivo. Porém, os resultados [de estudos] foram bem diferentes.

Em defesa de se doar internacionalmente

Felizmente, ajudar é mais fácil do que nunca. Ao fazer doações mesmo em quantidades modestas para instituições de caridade eficazes […] você pode salvar vidas que de outra forma se teriam perdido, e desempenhar um papel no esforço histórico para acabar com a pobreza extrema.
Eis as razões para fazer sentido concentrar internacionalmente a maior parte das suas doações.

O que podemos alcançar

Quando confrontados com os muitos problemas que enfrentamos, é fácil sentir que há pouco que possamos fazer para ajudar. No entanto, temos provas sólidas que mostram que individualmente podemos ter um impacto significativo a melhorar a vida de outras pessoas, através da doação às melhores instituições de caridade.

Quantas vidas é que vale Notre Dame?

Pouco mais de 24 horas após o incêndio que danificou seriamente a Notre-Dame de Paris, as doações para a reconstrução da catedral de 850 anos ultrapassaram 1 bilhão de euros (1,1 bilhão de dólares) [Pt. mil milhões de euros]. A maior parte deste dinheiro vem de algumas das pessoas mais ricas da França. […] o custo da reconstrução deve ficar entre 300 e 600 milhões de euros, muito menos do que o valor angariado.
Os manifestantes gilets jaunes (coletes amarelos) já levantaram a questão óbvia: “E os pobres?”