Alguns Conceitos Úteis para Lidar com a Incerteza

O Altruísmo Eficaz alia dois âmbitos, a vontade de fazer o bem e a convicção que se deve fazê-lo da maneira que maximiza os bons resultados. A ideia não é difícil de defender. O bem é, por definição, bom. Fazer o bem aos outros é, portanto, bom. E, por fim, mais bem é melhor do que menos bem. No entanto, na prática, isso requer muito trabalho, face à complexidade da realidade e face à incerteza das alternativas disponíveis e das consequências das ações escolhidas. No que se segue, apresentarei, alguns conceitos que podem ajudar…

Decolonialismo e Altruísmo Eficaz, uma reflexão por concessões

Colonialismo e a sua contraparte, o decolonialismo, tornaram-se termos em voga nas discussões públicas que envolvem questões sociais, econômicas e filosóficas atuais. O Altruísmo Eficaz, ainda que não faça parte dessa onda, está longe de passar incólume por ela. O movimento é alvo de críticas que vão desde ser epistemicamente arrogante até ser um perpetrador de uma estrutura colonialista. Essa postagem é uma primeira reflexão, pouco ambiciosa, que pode guiar uma interação mais produtiva entre duas abordagens tão diferentes.

Qual é o seu plano moral para 2021?

Muitas pessoas tomam resoluções de ano novo. As mais comuns, pelo menos nos Estados Unidos, são fazer mais exercício, comer de forma mais saudável, poupar dinheiro, perder peso ou reduzir o stresse. Algumas pessoas podem decidir ser melhores para uma pessoa em particular – não criticar o seu parceiro, visitar a sua avó idosa com mais frequência ou ser um amigo melhor de alguém próximo de si. No entanto, poucas pessoas – apenas 12%, de acordo com um estudo americano – decidem tornar-se uma pessoa melhor em geral, o que significa tornar-se melhor no sentido moral.