Como ajudar os refugiados para além da Ucrânia

No mundo, o número de pessoas deslocadas à força atingiu um nível recorde — 84 milhões na contagem do ano passado, mais do que toda a população da Alemanha e mais do dobro do número de uma década atrás. Estão a fugir das suas casas por razões que vão desde violações dos direitos humanos (como no Afeganistão) a fomes e inundações impulsionadas pelas alterações climáticas (como no Sudão do Sul). 

Mas, dependendo de quem são estas pessoas deslocadas e de onde vêm, o mundo tende a olhar para elas de forma muito diferente.

Os Efeitos da Mudança de Perspectiva no nosso Comportamento Altruísta: Uma primeira análise em filosofia experimental.

Em uma postagem anterior, eu compartilhei os primeiros resultados de um estudo de filosofia experimental que tenta mapear a eficácia de diferentes estímulos para convencer as pessoas a fazer doações. […] Uma segunda fase exploratória consiste em examinar as razões oferecidas pelos participantes da condição relativa ao raciocínio virtuoso. Este ensaio apresenta as primeiras reflexões sobre essa exploração.

O lado negativo de ser bom: o sector social será alérgico à publicidade comparativa, porquê?

Imagine que está numa região deserta e vê dois lagos. Num deles, há cinco crianças a afogar-se. No outro, há uma criança a afogar-se. Dada a falta de tempo, é incapaz de salvar as crianças em ambos os lagos. Certamente iria mergulhar no lago que tivesse cinco crianças a afogar-se e salvaria o maior número de crianças.
Ao investir em empreendimentos sociais ou ao fazer doações a ONGs, deparamo-nos com um dilema análogo. Todas essas organizações pretendem fazer o bem, e a maioria consegue isso pelo menos em certo grau; mas algumas fazem uma quantidade extraordinária de bem, enquanto outras fazem muito menos. Mas muitas vezes as pessoas não estão cientes das enormes diferenças do impacto…