Peter Singer: como o conceito de doação eficaz pode revolucionar a generosidade global

O livro de Singer de 2009 The Life You Can Save – actualizado em 2019 e narrado em áudio por Stephen Fry e Kristen Bell – conduziu os leitores ao longo de um caminho filosófico repleto de estatísticas, analogias e desafios morais, até à conclusão incontornável de que a caridade não é uma escolha; é o nosso dever.
“Há cerca de 3,8 mil milhões [Br. 3,8 bilhões] de pessoas a viverem num nível de riqueza nunca antes conhecido, excepto nas cortes dos reis e dos nobres”, diz Singer. Apela à acção de todos, não apenas dos super-ricos, e à acção muito mais directa…

Adoptar a abordagem do “recorde pessoal” nos negócios e na filantropia

Depois de ver a minha filha a aplicar com sucesso esta estratégia do “recorde pessoal” como nadadora competitiva, acabei por aplicá-la vantajosamente na minha própria vida profissional […].
Desde então, reformei-me e tornei-me num defensor da filantropia eficaz e da organização sem fins lucrativos The Life You Can Save, que co-fundei há 10 anos com o especialista em ética mundialmente conhecido, Peter Singer. E, sem surpresas, descobri que a estratégia do “recorde pessoal” é aplicável ao mundo da filantropia.

Desde então, reformei-me e tornei-me, a tempo inteiro, num defensor da filantropia eficaz e da organização sem fins lucrativos The Life You Can Save, que co-fundei há 10 anos com o especialista em ética mundialmente conhecido, Peter Singer. E, sem surpresas, descobri que a estratégia do “recorde pessoal” é aplicável ao mundo da filantropia.

Como Doar um Milhão de Dólares?

O autor há muito tempo que argumenta que doar para salvar vidas, restaurar a visão ou permitir que uma família escape à pobreza extrema contribui para um bem maior do que doar a um museu ou à ópera. Agora, tendo decidido não ficar com qualquer quantia do dinheiro que acompanha o Prémio Berggruen de Filosofia e Cultura, coloca o seu argumento à prova.

Mudamos para uma avaliação de instituições de caridade feita internamente para ajudar mais doadores a doar melhor e a reduzir a pobreza mais rapidamente (The Life You Can Save)

No ano passado, o mundo viu a riqueza global ultrapassar os 400 biliões [Br.trilhões] de dólares pela primeira vez na história. No entanto, os fenómenos climáticos extremos e os abrandamentos económicos levaram 811 milhões de pessoas a passar fome, e a pandemia empurrou quase 100 milhões de pessoas para a pobreza extrema, criando um aumento “historicamente sem precedentes” no número de pobres a nível mundial. 

Neste momento extraordinário em que a riqueza global e a pobreza extrema aumentaram, acreditamos que há mais oportunidades de doação do que nunca.

Altruísmo Sem Polêmica: O papel da The Life You Can Save no Altruísmo Eficaz

Ajudar os outros é um bem, e é melhor fazê-lo de modo que a nossa ajuda alcance mais pessoas. Mas para ficarmos no senso comum, é preciso de mais algumas qualificações. Primeiro, essa ajuda busca a evitar o sofrimento daqueles que encontram-se nas piores situações de uma determinada sociedade. Uma segunda qualificação importante para evitar a polêmica é que “pessoas” se refira a “pessoas humanas”. Eis um argumento pelo altruísmo alinhado ao Altruísmo Eficaz (AE), mas recorrendo apenas à moralidade do senso comum, que, eu suponho, a maioria das pessoas aceitaria.
O meu ponto inicial é que esse argumento define a abordagem da The Life You Can Save (TLYCS) dentro do AE.