O multimilionário mais jovem da Grã-Bretanha ganhou sozinho a sua fortuna e vai doá-la — a pessoas que ainda não existem

Ben Delo fundou, há cinco anos, uma empresa de criptomoeda — e agora, tendo enriquecido por si mesmo, é o multimilionário mais jovem do Reino Unido.
Embora a notícia de que o multimilionário mais jovem do Reino Unido se comprometeu a doar pelo menos metade da sua fortuna seja notável por si só, o que é realmente fascinante é para onde Delo vai doar o seu dinheiro.
Este quer doar para organizações que melhoram a vida na Terra para as gerações futuras — isto é, os milhares de milhões [Br. biliões] de pessoas que ainda não existem, mas que irão existir (se não fizermos demasiadas asneiras).

Estamos a fazer o suficiente para impedir a extinção humana?

A probabilidade de a humanidade se extinguir num futuro próximo é baixa — mas não é nula. E, a menos que nos preparemos de imediato, podemos acabar por fazer com que uma catástrofe à qual conseguiríamos sobreviver se torne numa que garanta a desgraça para todos nós.
Esse é o argumento principal de End Times: A Brief Guide to the End of the World [Fim dos tempos: um breve guia para o fim do mundo], um novo livro de Bryan Walsh, detalhado, aterrorizador, mas, em última análise, esperançoso.

Quais são as principais ameaças à humanidade?

A extinção humana pode parecer coisa de pesadelos, mas há muitas maneiras de poder acontecer.

A cultura popular tende a concentrar-se apenas nas possibilidades mais espectaculares: pense na velocidade ameaçadora do asteróide do filme Armageddon ou na invasão de extraterrestres d’O Dia da Independência.

Embora seja possível a humanidade ter um fim dramático, concentrarmo-nos em tais cenários pode significar ignorar as ameaças mais graves que enfrentamos no mundo de hoje.

Conselhos de carreira que eu gostaria de ter recebido quando era jovem

Um leitor que prefere permanecer anónimo — mas cuja carreira achamos que fez uma enorme quantidade de bem — enviou-nos esta lista de conselhos que ficou grato por ter recebido, ou que gostaria de ter recebido quando era mais jovem.

Pensamos que era muito interessante, incluindo aquilo em que não está exactamente alinhado com os nossos pontos de vista habituais, e por isso publicamos aqui com a sua permissão.