As Vidas Que Salvamos

Há uma década, escrevi A Vida Que Podemos Salvar: agir agora para pôr fim à pobreza no mundo. Este mês, uma edição totalmente revista comemorativa do décimo aniversário foi publicada e está disponível, gratuitamente, na sua versão digital e áudio. Os capítulos do audiolivro são lidos por celebridades, que incluem Paul Simon, Kristen Bell, Stephen Fry, Natalia Vodianova, Shabana Azmi e Nicholas D’Agosto.

Anúncio das nossas principais instituições de caridade para 2019

Temos o prazer de anunciar as nossas principais instituições de caridade para 2019. Após milhares de horas de verificação e revisão, destacaram-se como excelentes oito instituições de caridade .

Essas instituições de caridade trabalham em programas no âmbito da saúde e do alívio à pobreza, são impactantes e sustentados por provas, servindo as pessoas nas partes mais pobres do mundo.

Celebramos 10 anos de Giving What We Can!

Na Giving What We Can comemoramos hoje o nosso décimo aniversário!

Desde Novembro de 2009, passamos de 23 membros para mais de 4000. Juntos, doamos mais de 125 milhões de dólares a instituições de caridade eficazes e assumimos o compromisso de doar mais de 1,5 mil milhões (Br.1,5 bilhão).

Escalar o Monte Evereste porquê?

Este ano, o número recorde de mortes na montanha mais alta do mundo sublinha a imoralidade de tentar chegar ao cume. Mas mesmo que se tenha a sorte de chegar ao topo sem passar por um alpinista a precisar de ajuda, ainda assim estará a escolher o seu objectivo pessoal em vez de salvar uma vida.

“Longotermismo”

Até há pouco tempo, não havia um nome para o conjunto de pontos de vista que envolve a preocupação em garantir que o futuro a longo prazo corra o melhor possível. A linguagem mais comum para nos referirmos a esse conjunto de pontos de vista era apenas dizer algo como “pessoas interessadas na redução dos riscos-x”.
Em Outubro de 2017, propus o termo “longotermismo”…