Série de posts sobre o “século mais importante”

A série de posts sobre o “século mais importante” argumenta que o século XXI poderá ser o século mais importante para a humanidade, como resultado do desenvolvimento de sistemas avançados de IA que poderão acelerar drasticamente o avanço científico e tecnológico, levando-nos mais rapidamente do que a maioria das pessoas imagina para um futuro profundamente desconhecido.

O Precipício: Introdução e Capítulo I

Este livro argumenta que salvaguardar o futuro da humanidade é o derradeiro desafio do nosso tempo. Pois encontramo-nos num momento crucial da história da nossa espécie. Alimentado pelo progresso tecnológico, o nosso poder cresceu tanto que, pela primeira vez na longa história da humanidade, temos a capacidade de nos destruirmos a nós mesmos — amputando todo o nosso futuro e tudo aquilo em que nos poderíamos tornar.

Desperdício Astronómico: O Custo de Oportunidade da Demora do Desenvolvimento Tecnológico

Com tecnologia muito avançada, poderia sustentar-se uma população muito grande de pessoas que viveriam felizes na região acessível do universo. Por cada ano que o desenvolvimento de tais tecnologias e a colonização do universo são adiados, há, portanto, um custo de oportunidade: um bem potencial, vidas dignas de serem vividas, não está a ser realizado. Dadas algumas suposições plausíveis, esse custo é extremamente grande. No entanto, a lição para os utilitaristas não é a de que devemos maximizar o ritmo do desenvolvimento tecnológico, mas sim que devemos maximizar a sua segurança, ou seja, a probabilidade de que a colonização eventualmente ocorra.