Razões para agir

Apresento uma introdução sobre os tipos de razões com o intuito de adquirirmos algumas ferramentas para um uso mais consciente das ações que, assim se espera, culminará em melhores ações. O que é especialmente importante no caso das nossas ações altruístas.

Ética populacional

Ética populacional é o estudo das questões éticas tomando por unidade não o indivíduo mas sim uma ou mais populações. Essa abordagem se justifica pelo fato de que, muitas vezes, a mudança da perspectiva individual para a populacional leva a questões, problemas e conclusões diferentes. Por exemplo, é uma perspectiva populacional que justifica que certas vacinas sejam obrigatórias. Isso porque um hospedeiro para uma doença apresenta um risco para toda a população, incluindo as gerações futuras.

O Altruísmo Eficaz e a Psicologia Moral

Não faz muito tempo, um jornalista entrou em contato comigo. Ele estava escrevendo uma reportagem sobre altruísmo e queria fazer uma entrevista sobre o Altruísmo Eficaz. Em seguida, ele perguntou do que se tratava o movimento. Eu, como de costume, comecei do começo. O AE é um movimento que parte de uma premissa muito simples e chega a conclusões muito contra-intuitivas na nossa relação com a ajuda ao outro. Como de costume, começar do começo não agradou.

O vocabulário moral do Altruísmo Eficaz (1 de 3)

Essa série de ensaios traz um primeiro esforço para tentar mapear o funcionamento do vocabulário moral quando utilizado da perspectiva do altruísmo eficaz. A princípio, o projeto é fazer um tríptico para começar a determinar os sentidos dos termos: bom, dever e correto.

É mais difícil do que se pensa entender o que nós (realmente) queremos dizer ao nos servimos de palavras que sabemos usar perfeitamente. Um bom exemplo é a palavra ‘bom’. O caráter positivo desse adjetivo é óbvio, mas trata-se de um termo tão amplo em aplicação que, muitas vezes, corre o risco de perder o significado por indeterminação.

Governos deveriam agir altruisticamente?

Normalmente falamos de altruísmo para qualificar ações de indivíduos ou organizações. A proposta aqui será de verificar se é possível, desejável, e em quais situações governos deveriam agir de maneira altruísta. O primeiro passo será definir o critério para se julgar uma ação governamental como altruísta. Para tanto, convém começar pelo caso mais aceitável de altruísmo em indivíduos.