O Sofrimento nos Animais vs. Humanos

Há um amplo consenso de que pelo menos os animais mais desenvolvidos podem ter consciência do seu sofrimento. Mesmo que tivéssemos dúvidas sobre este fato, isso não afetaria muito os nossos cálculos do valor esperado, pois os animais são bem mais numerosos do que os seres humanos. Às vezes se afirma que os seres humanos sofrem mais intensamente do que os animais por terem experiências emocionais mais profundas, mas penso que a própria dor em bruto representa uma fração não trivial da severidade total do sofrimento e, mesmo se contássemos menos a dos animais, mais uma vez isso não afetaria muito os cálculos (devido à sua quantidade).

Argumentos Contra o Especismo

Pense em qualquer caraterística “humana”. Na maioria dos casos, se não em todos, há seres humanos que não possuem essa caraterística – e animais não humanos que a exibem. Então, como podemos justificar a desconsideração dos interesses ou do sofrimento dos animais não-humanos? Como podemos justificar nosso incessante abuso de animais não humanos para fins lucrativos?

Será que os animais, as plantas e os robôs devem ter os mesmos direitos que você?

Todos que estão lendo esta frase provavelmente (esperemos!) concordam que as mulheres merecem os mesmos direitos que os homens. Mas há apenas um par de séculos, essa ideia teria sido descartada como absurda. O mesmo vale para a crença de que as pessoas negras deveriam ter os mesmos direitos que as brancas. Há um conceito da filosofia que descreve esta evolução – é chamado de o círculo moral em expansão da humanidade. Ao longo dos séculos, ele se expandiu. A escravidão foi abolida. As mulheres conseguiram o voto. O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado. Como se decide se uma entidade merece ter direitos?

O preço da carne à base de plantas da Impossible Foods acabou de se aproximar do preço da carne normal

Nos últimos anos, os produtos de carne sem carne estão em ascensão entre os consumidores. Mas o mercado de carne sem carne ainda é apenas cerca de 1% do mercado da carne. Uma das maiores razões para isso é: os produtos de carne à base de plantas são consideravelmente mais caros.

Há sinais, no entanto, de que isso está mudando.