Quebra-Gelos Altruístas

Casal pensando em como quebrar o gelo | thelifeyoucansave.org

Casal pensando em como quebrar o gelo | thelifeyoucansave.org

Se você já esteve pensando sobre como maximizar o seu impacto positivo no mundo, provavelmente já percebeu que uma das coisas mais impactantes que a maioria de nós pode fazer é simplesmente falar com as pessoas sobre a enorme quantidade de bem que elas podem alcançar com doações às instituições de caridade mais eficazes. Eu escrevi antes sobre a importância de se comunicar abertamente sobre suas doações: se você conseguir influenciar apenas uma pessoa a tornar-se parte do movimento, você fez um uso imensamente eficaz do seu tempo.

Isto soa muito bem na teoria, você pode dizer, mas como posso realmente começar a levantar a questão do altruísmo eficaz com os meus amigos? Quebrar o gelo pode ser difícil, mesmo se você estiver muito confortável com o seu altruísmo e entender que tem razões fortes para fazê-lo. Esta é uma posição que desafia alguns pressupostos comuns sobre moralidade – uma questão delicada, obviamente. Você pode sentir como se nunca fosse o momento adequado para mencioná-lo. Em uma saída à noite com seus amigos, mencionar casualmente a parábola da criança se afogando é provavelmente contraprodutivo. Mas há maneiras de falar sobre o altruísmo eficaz sem soar enfadonho. Aqui estão algumas dicas para os melhores quebra-gelos altruístas.

1.      Não se desculpe
Você pode se sentir constrangido de mencionar o altruísmo eficaz por uma série de razões: as pessoas podem se desanimar com o clichê sobre “salvar o mundo”, e você está quebrando um tabu ao declarar que algumas formas de caridade são melhores que outras. É natural ser tentado a resolver imediatamente essas fontes de inquietação. Você pode sentir a necessidade de proteger suas declarações começando com “OK, eu sei que isso soa muito brega, mas você já pensou sobre as melhores maneiras de melhorar o mundo?”, Ou “Eu não quero criticar o trabalho de ninguém, mas você sabia que algumas instituições de caridade são realmente muito melhores do que outras?”. O grande problema com isso é que eles são quebra-gelos muito ineficazes: se a primeira coisa que sai da sua boca é um pedido de desculpas pela estranheza percebida do altruísmo eficaz, pode esquecer qualquer chance de trazer alguém para o seu lado. Então, simplesmente ignore o medo do palco e comece diretamente sem pedir desculpas. Se os tabus surgirem na conversa, você pode lidar com eles de uma forma descontraída e aberta. Mas o primeiro passo para quebrar o gelo é perder a timidez.

2.      Agarre a conversa
Acontece que há muitas maneiras de você integrar a doação eficaz em uma conversa. Se você procurar menções de doações de caridade ou ajuda internacional, esses tópicos acabarão chegando, e você pode partir daí com algo como, “mas eles não poderiam salvar muitas mais vidas se …”.

Se você quiser evitar o lado moral da questão, os detalhes técnicos de soluções contra a pobreza podem ser uma outra maneira de alavancar a conversa. Se alguém menciona os problemas aparentemente insuperáveis ​​de pobreza, é a ocasião perfeita para salientar que a situação não é tão desesperadora. Intervenções como distribuição de mosquiteiros anti-malária são comprovados por evidências sólidas como forma de melhorar a vida das pessoas pobres.

3.      Comece a partir de premissas com as quais eles concordem
A melhor maneira de convencer as pessoas de qualquer coisa é mostrar-lhes que as crenças que eles já detêm logicamente implicam a sua conclusão. A maioria das pessoas vai concordar que todos os seres humanos são, em algum sentido da palavra, iguais, e quase todos queremos melhorar o mundo. Estes podem ser ótimos lugares para começar, e você pode fazer o seu caminho a partir daí com poucos passos. O exemplo a seguir é tirado do blog de Ben Kuhn:

– Então, você quer melhorar o mundo, certo?

– Certo.

– E você prefere melhorá-lo mais se puder, certo?

– Certo.

– Então, nós tentamos descobrir como melhorá-lo ao máximo. É estranho como ninguém mais está fazendo isso, não acha?

Há outras maneiras de adaptar os princípios com que as pessoas concordam ao altruísmo eficaz. Por exemplo, quando as pessoas fazem investimentos, tratam com muito cuidado o retorno que vão conseguir. Todo o nosso sistema financeiro está baseado na idéia de maximizar o retorno sobre o investimento. Portanto, não é estranho que tão poucas pessoas estejam olhando para os retornos de suas doações para caridade em termos de vidas salvas ou sofrimento aliviado? As pessoas já aplicam os princípios de eficácia em quase todas as áreas de suas vidas, então você pode começar daí, e incentivá-los a pensar sobre a eficácia de suas ações altruístas, também.

4.      Inclua sua história pessoal
Ao contar aos seus amigos como você começou a pensar sobre o altruísmo eficaz, você mostrar-lhes que é exatamente como eles, e que eles também podem seguir este caminho. A chave é estabelecer que você está vindo do mesmo lugar em que eles estão, mas simplesmente percebeu a tremenda diferença que você pode fazer com doações direcionadas. Por exemplo, há alguns anos atrás eu li ‘Poor Economics’, um livro de economistas do MIT sobre “a surpreendente verdade sobre a vida com menos de um dólar por dia”. No início, eu pensei que era um livro interessante sobre economia, mas, eventualmente, eu percebi que a existência de programas altamente eficazes de combate à pobreza significava que eu poderia salvar vidas. Uma história pessoal sobre como o seu altruísmo mudou a sua própria vida, em pequenascoisas ou grandes, pode vir a ser o melhor quebra-gelo. A seção “Supporter’s stories” [Históras de apoiantes] do website da The Life You Can Save está repleta de exemplos de pessoas comuns que acabaram comprometendo uma parte de sua renda para o altruísmo eficaz.

5.      Dê-lhes o livro
Se você ainda não se sente tão confiante em discutir o altruísmo eficaz, por que não pedir a Peter Singer para fazer isso por você? Afinal, ele já convenceu mais de 17.000 pessoas a assumir o compromisso da The Life You Can Save. Comprar algumas cópias de seu livro ($11 na Amazon) e dando-as a seus amigos é provavelmente a maneira mais fácil de quebrar o gelo. Eu comprei uma pequena caixa do livro e a resposta tem sido muito positiva. As pessoas ficam geralmente surpresas e realmente felizes em receber um presente. O que eu muitas vezes faço é dar o livro como uma continuação e acompanhamento de alguma conversa que tive sobre altruísmo eficaz com alguém alguns dias antes. Isso gera uma grande reação, porque as pessoas ficam felizes por você se lembrar da conversa, e é provável que elas leiam o livro, porque você assinalou o quão importante você acha que o assunto é. Mesmo que elas não o leiam, ou não sejam convencidas por ele, não se preocupe: o livro é barato o suficiente para ser um grande investimento especulativo. Se você convencer apenas uma pessoa a assumir o compromisso, você acabou de pagar o custo de muitas centenas de cópias.


Postado originalmente por Thomas Sittler, abril de 2015 em:
http://www.thelifeyoucansave.org/Blog/ID/176/Altruism-Icebreakers
Traduzido por Thiago Tamosauskas e revisto por José Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s