Melhorar o bem-estar animal

Por Michael Townsend (Giving What We Can)

BemEstar Animal - GWWC.fx

Melhoramos o bem-estar animal? (Arte digital: José Oliveira | Fotografias: Pixabay)

Se quiser reduzir o sofrimento no mundo (independentemente de quem o esteja a sentir), a defesa dos animais pode ser a causa certa para si. Só nos EUA, mais de um milhão de animais terrestres são abatidos por hora. Ao mesmo tempo, inúmeros animais sofrem desnecessariamente na natureza.

Porque será importante melhorar o bem-estar dos animais?

Pensamos que a melhoria do bem-estar animal é uma área de causa altamente prioritária devido à sua escala gigantesca. Neste momento, existem cerca de 31 mil milhões [Br. 31 bilhões] de animais terrestres criados na pecuária industrial para que possam ser abatidos para alimentação. Vivendo em espaços sobrelotados e confinados que são concebidos com pouca ou nenhuma consideração pelo seu bem-estar, estes animais experienciam frequentemente um sofrimento intenso ao longo da sua vida. Um número ainda maior de peixes é criado todos os anos, e um número ainda maior sofre na natureza (frequentemente devido a mudanças induzidas pelos seres humanos no seu habitat).[1]

A defesa dos animais é uma área de causa extremamente negligenciada. Nos EUA, apenas cerca de 3% das doações à caridade apoiam os animais e o ambiente, em conjunto. Desse montante, apenas cerca de 2% vão para os animais da pecuária.

Grf.1Gwwc

Estimativas de onde são gastos os fundos dos animais da pecuária do Open Philanthropy Project.

 

Uma vez que esta área não recebe a atenção que merece, o seu apoio poderá ter um impacto especial.

Como muito do sofrimento animal é causado por seres humanos, a melhoria do bem-estar animal tem soluções fáceis de atingir. Ao reduzir ou eliminar a pecuária industrial, ao fazer lobby por políticas mais favoráveis aos animais e ao desenvolver alternativas aos produtos de origem animal, podemos reduzir enormemente a quantidade de sofrimento no mundo.

É com satisfação que recomendamos algumas instituições de caridade custo-eficazes que trabalham em cada área.

Exemplos de trabalho para o bem-estar dos animais

Há muitas maneiras de melhorar a vida dos animais, por isso pode ser difícil saber qual é a melhor. Fornecemos relatórios de investigação sobre três causas específicas que consideramos serem especialmente promissoras.

Defesa dos animais da pecuária

As condições na pecuária industrial são terríveis. É uma tragédia que qualquer animal tenha de ser criado na pecuária industrial apenas para ser abatido para nos alimentar, e parece ainda pior que o seu bem-estar possa ser significativamente melhorado a um custo relativamente baixo. Defender os animais da pecuária implica pressionar as empresas para que façam estas melhorias, e o trabalho até agora tem tido resultados impressionantes — tendo melhorado a qualidade de vida de milhares de milhões [Br. bilhões] de animais.

Saiba mais sobre a defesa dos animais da pecuária.

Reduzir o consumo de produtos de origem animal

Os animais da pecuária sofrem porque há uma procura da sua carne e dos seus produtos. Há várias formas promissoras de diminuir esta procura, reduzindo assim o número de animais que precisam de suportar estas condições horrendas. Uma forma é encorajar as pessoas a consumir menos ou nenhum produto de origem animal. Outra é fornecer uma alternativa através da investigação e da promoção de proteínas de origem vegetal ou da cultura celular.

Saiba mais sobre como reduzir o consumo de produtos de origem animal.

Ajudar os animais selvagens

A esmagadora maioria dos animais vive na natureza, mas é dada muito pouca atenção à forma como poderíamos melhorar o seu bem-estar. Isto deve-se em parte a uma questão muito complexa: é difícil prever exactamente como é que um ecossistema responderia a uma intervenção, e queremos ter a certeza de que não pioramos nada com os nossos esforços para tornar as coisas melhores. Nesta fase, a maior parte do trabalho envolve a realização de investigação para que possamos compreender melhor esta causa tão negligenciada.

Saiba mais sobre como ajudar os animais selvagens.

Porque é que se poderia optar por não dar prioridade à melhoria do bem-estar animal?

Pensamos que a melhoria do bem-estar animal é uma das melhores formas de reduzir o sofrimento no mundo de hoje, mas abaixo estão algumas razões pelas quais poderá optar por dar prioridade a outras áreas. Decidir qual a causa em que se deve concentrar é difícil, a sua escolha dependerá dos seus valores e da sua visão do mundo. Leia mais sobre como recomendamos que se dê prioridade entre as causas.

Pode dar prioridade aos seres humanos em detrimento dos animais não humanos

Embora haja provas de que os animais têm consciência e podem sofrer — a maioria de nós ficaria perturbada ao ver em sofrimento um animal de estimação que amamos  — pode pensar que o bem-estar humano é suficientemente importante para lhe dar prioridade, apesar da diferença de escala. Pensamos que ajudar os animais também ajuda os seres humanos porque as nossas práticas da pecuária não só prejudicam os animais, mas também aumentam os riscos de pandemias e contribuem para as alterações climáticas. Contudo, é improvável que estes benefícios indirectos melhorem tanto o bem-estar humano como a ajuda directa aos seres humanos, pelo que se pode optar por dar prioridade à saúde e à pobreza a nível mundial.

Poderá dar prioridade à salvaguarda do futuro

Pode-se pensar que embora o bem-estar animal seja incrivelmente importante, poderíamos ter um efeito ainda maior no mundo (e em todos os seus habitantes) ao salvaguardar o futuro a longo termo.

Instituições de caridades e fundos recomendados que trabalham no bem-estar dos animais

Recomendamos que se façam doações às principais instituições de caridade dos Animal Charity Evaluators (fique a saber porque confiamos nas suas recomendações). Também recomendamos fundos que apoiam uma variedade de projectos concebidos para melhorar o bem-estar animal. Os fundos permitem que os doadores reúnam os seus recursos para que possam ser atribuídos por especialistas na atribuição de fundos e por avaliadoras de instituições de caridade.

Outras formas de ajudar

Pode ajudar voluntariando-se ou trabalhando em instituições de caridade para animais que sejam eficazes. Recomendamos que consulte as vagas listadas no Painel de Emprego das 80,000 Hours para ver se pode contribuir para esta área, ou se pode desenvolver as competências mais necessárias para progredir.

Saiba mais

Para saber mais sobre o bem-estar animal, recomendamos os seguintes recursos:

A nossa investigação

Esta página foi escrita por Michael Townsend.

A sua opinião

Por favor, ajude-nos a melhorar o nosso trabalho — dê-nos a sua opinião sobre esta página e sugira melhorias utilizando o nosso formulário de reacção aos conteúdos.

 

Nota

  1. O tratamento que damos aos animais não humanos também prejudica o ambiente e o clima, sendo a indústria da carne responsável por 14,5% das emissões mundiais de gases com efeito de estufa (e 14,5% pode ser um valor subestimado). ↩︎

Texto publicado originalmente por Michael Townsend na Giving What We Can. [Consultado a 24/01/2022]

Tradução de Rosa Costa e José Oliveira.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s