Em defesa de se doar internacionalmente

Por The Life You Can Save

Doar_Internacionalmente(19)

Porquê doar internacionalmente? (Arte digital: José Oliveira | Fotografias: Pixabay)

 

O mundo está a fazer progressos rápidos no sentido de acabar com a pobreza extrema. Há vinte anos, quase 30 por cento da população mundial lutava para sobreviver com o equivalente a 1,90 dólares por dia, ajustado ao poder de compra local (Banco Mundial, 2016). Hoje, de acordo com as últimas estimativas do Banco Mundial, esse número é de pouco menos de 10 por cento (Banco Mundial, 2015).

Isso são óptimas notícias, mas 10 por cento da população mundial ainda equivale a mais de 700 milhões de pessoas. Quase todas essas pessoas vivem em países em desenvolvimento, principalmente na África Subsariana e no sul da Ásia. Muitos não têm o suficiente para comer, não têm dinheiro para mandar os seus filhos para a escola, e não têm acesso a água potável. Essas pessoas estão vulneráveis ​​a doenças que foram erradicadas no mundo desenvolvido. A malária, que foi erradicada nos Estados Unidos há quase 70 anos, mata um número estimado de 1 200 pessoas — a maioria são crianças pequenas — todos os dias no mundo em desenvolvimento (WHO, 2015).

Felizmente, ajudar é mais fácil do que nunca. Ao fazer doações mesmo em quantidades modestas para instituições de caridade eficazes que trabalham para prevenir doenças e reduzir a pobreza nos países em desenvolvimento, pessoas como você podem fazer uma diferença significativa e duradoura em centenas de vidas. Você pode salvar vidas que de outra forma se teriam perdido, e desempenhar um papel no esforço histórico para acabar com a pobreza extrema.

Eis as razões para fazer sentido concentrar internacionalmente a maior parte das suas doações.

Você pode ajudar aqueles que mais precisam

A pobreza existe em todos os países, e as vidas das pessoas pobres são difíceis independentemente de onde vivam. Mas os mais necessitados vivem no mundo em desenvolvimento, numa escala e num nível de pobreza que é difícil de imaginar. Eles não têm redes de segurança social, não têm acesso a serviços que estão prontamente disponíveis aos pobres nos países ricos.

Os americanos fazem muitas doações à caridade, mas muito pouco desse dinheiro alguma vez chega às pessoas mais pobres do mundo. Em 2014, os doadores individuais americanos deram um total de 258 mil milhões [Br. 258 bilhões] a causas filantrópicas — mais do que as quantias doadas por fundações, legados, e empresas, todas em conjunto.

Quanto é exactamente 258 mil milhões [Br. 258 bilhões]? É o suficiente para cobrir os custos anuais em conjunto do fornecimento de água potável e saneamento para toda a população do planeta — 11 vezes!

Gráfico-Doações_Internacionais.

Mas a realidade é esta: menos de 5 por cento dos dólares das doações americanas foram para causas internacionais, e uma fracção ainda menor foi destinada à ajuda eficaz anti-pobreza. Infelizmente, isso significa que a maioria dos dólares dos americanos para a caridade nunca chega às pessoas no mundo em desenvolvimento, aqueles que mais precisam da nossa ajuda.

Mesmo que você não queira dedicar todas as sua doações a causas internacionais, qualquer acréscimo irá ajudar. Você pode ajudar se aumentar a parcela das suas próprias doações destinadas a causas internacionais, e apoiando os esforços de organizações tais como a The Life You Can Save que trabalham no sentido de chamar a atenção para a necessidade de se reduzir a pobreza e o sofrimento em todo o mundo.

Você pode ajudar mais pessoas

As suas doações à caridade têm um maior alcance no mundo em desenvolvimento, onde os serviços e produtos são geralmente muito mais custo-eficazes do que no mundo desenvolvido. O custo médio de apenas uma visita de urgência ao hospital para causas comuns nos Estados Unidos é de 1 223 dólares (Caldwell et al 2013). No mundo em desenvolvimento, no entanto, 100 dólares pode cobrir os custos de cuidados de saúde de alta qualidade para três pacientes num hospital no Nepal rural. Igualmente, os mesmos 100 dólares doados a uma instituição de caridade eficaz pode desparasitar 992 crianças ou proteger 500 pessoas de deficiência de iodo para o resto das suas vidas. Conclusão: o seu dinheiro tem maior alcance no exterior.

Você pode estar confiante nas suas doações

Um dos argumentos comuns contra doar internacionalmente resume-se a uma falta de confiança: o seu dinheiro será utilizado na finalidade pretendida? Mas uma nova geração de instituições de caridade altamente eficazes emergiu nos últimos anos, estas enfatizam a transparência e a prestação de contas. A The Life You Can Save recomenda 17 instituições de caridade altamente eficazes que trabalham em várias áreas de desenvolvimento internacional que vão desde a saúde materna, à água e saneamento, à fome e nutrição e à prevenção de doenças.

Você pode fazer a diferença

Ao transferir uma maior parte das suas doações para a reduzir a pobreza e melhorar a saúde nos países em desenvolvimento, vai conseguir atingir mais resultados com cada doação. E as suas ofertas vão fazer uma diferença significativa para as pessoas que mais necessitam. Use a Calculadora de Impacto da The Life You Can Save para explorar o impacto que diferentes instituições de caridade podem realizar com uma determinada quantia.

Mais informação


Publicado originalmente por The Life You Can Save.

Tradução de José Oliveira.

Botao-assineBoletim

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: