Conselhos sobre doações: Pecuária industrial, por que razão?

Por Animal Charity Evaluators

Pecuaria_industrial-ACE

Pecuária industrial, ajuda prioritária? (Arte digital: José Oliveira | Fotografias: Wikipédia e Pixabay)

O sofrimento animal em nosso mundo é imenso e diversificado. Mas a magnitude do sofrimento causado ​​pelos seres humanos infligido aos animais da pecuária industrial, supera todas as outras categorias. Para cada cão ou gato submetido à eutanásia em um abrigo, cerca de 3 400 animais da pecuária são confinados e abatidos. Dos 9,2 bilhões [Pt. 9,2 mil milhões] de animais mortos na pecuária industrial em 2015 apenas nos EUA, 8,8 bilhões [Pt. 8,8 mil milhões] eram frangos, de acordo com os últimos totais de abate. Isso equivale a 279 galinhas mortas por segundo. Outros 13 animais da pecuária foram mortos por segundo em 2015, vinte e uma vezes a quantidade total de animais confinados em laboratório. Todos esses números são apenas dos EUA.

Gráfico-DoaçãoAnimal

Dos animais domésticos usados ​​e mortos por seres humanos nos Estados Unidos, mais de 99,6% são animais da pecuária industrial, cerca de 0,2% são animais usados ​​em laboratórios, 0,07% são usados ​​para roupas e 0,03% são mortos em abrigos de animais de estimação. No entanto, cerca de 66% das doações para instituições de caridade nos Estados Unidos vão para abrigos de animais de estimação, 32% vão para grupos com atividades mistas ou outras atividades e apenas 0,8% das doações vão especificamente para organizações de defesa dos animais da pecuária, enquanto 0,7% vão para organizações de defesa dos animais de laboratórios.

Gastar em defesa animal é altamente inconsistente face a esses padrões. A partir de 2015, a Charity Navigator listou 90 dos principais abrigos de animais dos EUA com orçamentos anuais acima de 3,5 milhões de dólares — em conjunto esses abrigos gastaram 1,2 bilhões [Pt. 1,2 milhares de milhões] de dólares por ano. Por outro lado, 10 grandes organizações de defesa dos animais da pecuária industrial nos EUA controlaram juntas apenas 19,9 milhões de dólares.

Em conjunto esses números sugerem que os doadores e voluntários típicos devem concentrar seus esforços na prevenção do sofrimento de tantos animais da pecuária industrial quanto possível.

Sobre os dados

Quando possível, os dados para números de animais domésticos usados ​​e mortos foram obtidos dos relatórios do USDA [Departamento de Agricultura dos Estados Unidos]. Para todas as categorias, exceto os laboratórios, os números relatados foram de animais mortos. O número de animais usados ​​em laboratórios relatados neste gráfico inclui aquelas espécies para as quais o USDA mantém registros exatos, bem como uma estimativa para espécies comuns como ratos e ratazanas que não são obrigatoriamente reportados ao USDA. O número de animais mortos em abrigos foi retirado de uma estimativa da American Society For the Prevention of Cruelty to Animals [Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais]. Para os animais mortos para roupas, usamos os números coletados pelo USDA em relação às Martas de cativeiro. As Martas são a espécie mais comum criada para peles nos Estados Unidos e representam cerca de 70% das vendas de peles dos EUA, segundo fontes do setor.

Os dados da quantidade de doações foram obtidos nas páginas do Charity Navigator e do GuideStar. O Charity Navigator divide as instituições de caridade dedicadas aos animais em três grupos, dos quais consideramos apenas “Direitos animais, bem-estar e serviços”. Estão incluídas 292 instituições de caridade nesta categoria. Registramos o orçamento total da organização para o ano fiscal mais recente e categorizamos a sua principal área de operações com base na declaração da sua missão (fornecida no Charity Navigator) e, quando necessário, em uma breve visita ao seu site. As categorias utilizadas foram pecuária, abrigos, laboratório e “não disponível”, que foi aplicada quando as operações da instituição de caridade eram demasiado misturadas (como apresentado em seu site) para identificar um foco principal, ou quando o foco principal estava fora do âmbito de outras categorias (por exemplo, medicina veterinária ou treino de cães-guia).

Também incluímos instituições de caridade listadas no GuideStar que não foram listadas no Charity Navigator. Realizamos uma pesquisa avançada filtrada pelo código de categoria “D01” (Organizações de Defesa da Causa Animal). As organizações foram listadas em ordem decrescente por rendimento — incluímos todas as organizações com um rendimento acima de 100 000 dólares no ano fiscal registado mais recentemente. Organizações com o código de categoria “D20” (Proteção Animal e Bem-Estar) também foram incluídas. Dessa categoria, organizações com rendimento acima de aproximadamente 6 milhões de dólares foram incluídas. Organizações com orçamentos mais baixos não puderam ser incluídas devido a restrições de tempo. No total, 215 instituições de caridade foram coletadas da Guidestar. Como a maioria das organizações menores analisadas na Guidestar se enquadra nas categorias de abrigo e de “não disponível”, espera-se que, ao não analisar as instituições de caridade locais com orçamentos inferiores a 6 milhões de dólares, leve a subestimar o financiamento que foi direcionado a abrigos e organizações de bem-estar animal.

Recursos

Charity Navigator.
GuideStar.
ASPCA, Shelter Intake and Surrender. (2015). Pet Statistics.
The Humane Society of the United States. (June 25, 2015). Farm Animal Statistics: Slaughter Totals.
U.S. Department of Agriculture, Animal and Plant Health Inspection Service. (2014). Annual report animal usage by fiscal year.
U.S. Department of Agriculture, National Agricultural Statistics Service. (2015). Mink (July 2014).
U.S. Department of Agriculture, National Agricultural Statistics Service. (2016). Livestock slaughter 2015 summary.
U.S. Department of Agriculture, National Agricultural Statistics Service. (2016). Poultry slaughter 2015 summary.


Publicado originalmente pela Animal Charity Evaluators em novembro de 2016. 

Tradução Thiago Tamosauskas. Revisão de José Oliveira.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s