Como a pesquisa da GiveWell está a evoluir

Por Elie Hassenfeld (GiveWell)

GiveWell_vai_mudar(19).jpg

A GiveWell vai mudar? (Arte digital: José Oliveira | Fotografias: Pixabay)

Até hoje, a maior parte da capacidade de pesquisa da GiveWell tem-se concentrado em encontrar os programas de maior impacto entre aqueles cujos resultados podem ser medidos com rigor. Este trabalho levou-nos a recomendar e a direccionar várias centenas de milhões de dólares para instituições de caridade que melhoram a saúde, salvam vidas e aumentam o rendimento em países de baixos rendimentos.

Uma das razões mais importantes pelas quais nos concentramos em programas nos quais é possível fazer uma medição aprofundada é porque essa abordagem não depende, em grande parte, de uma especialização no assunto. Quando o Holden e eu fundamos a GiveWell, nenhum de nós tinha qualquer experiência em filantropia, por isso procuramos instituições de caridade que pudéssemos avaliar através de dados e provas que pudéssemos analisar, para fazer recomendações que pudéssemos explicar completamente. Isso levou a que nos concentrássemos em organizações que tivessem impactos relativamente fáceis de medir.

O resultado desse processo reflecte-se nas nossas melhores instituições de caridade actuais e nos programas que estas implementam, que são analisados nos nossos relatórios de intervenção.

Há 11 anos que a GiveWell faz pesquisas para encontrar as melhores oportunidades de doação em saúde e desenvolvimento globais, e planeamos aumentar o leque de oportunidades de doação que consideramos. Planeamos expandir a nossa equipa e o âmbito das pesquisas para determinar se existem oportunidades na área da saúde e do desenvolvimento globais que sejam mais custo-eficazes do que aquelas que identificamos até ao momento.

Esperamos que essa expansão do nosso trabalho nos leve a uma série de novas direcções, algumas das quais já começamos a explorar nos últimos anos. Consideramos, em alguns casos, o impacto que as nossas melhores instituições de caridade e aquelas que se destacam, tiveram ao fornecer assistência técnica (por exemplo, a Deworm the World e o Project Healthy Children), apoiamos o trabalho para mudar políticas governamentais através do nosso programa de Incubação de Fundos (por exemplo, para o Centre for Pesticide Suicide Prevention [Centro de Prevenção ao Suicídio com Pesticidas] e a Innovation in Government Initiative [Inovação em Iniciativas Governamentais]), e começamos a explorar áreas como a política do tabaco e a eliminação da tinta à base de chumbo.

Ao longo dos próximos anos, planeamos considerar tudo o que acreditamos poder estar entre as oportunidades mais custo-eficazes (numa definição ampla) em termos de saúde e desenvolvimento globais. Isso inclui uma avaliação mais abrangente das intervenções directas em sectores onde os impactos são mais difíceis de se medir, investigando as oportunidades de influenciar políticas governamentais, bem como outras áreas.

Fazer progressos em áreas onde é mais difícil determinar a causalidade será um desafio. Na minha opinião, somos excelentes avaliadores de pesquisas empíricas, mas ainda temos que demonstrar a capacidade de fazer bons julgamentos sobre oportunidades de doação quando está disponível menos informação empírica. Os nossos valores, estrutura intelectual, cultura e a qualidade da nossa equipa, deixam-me optimista quanto às nossas possibilidades, mas todos nós na GiveWell reconhecemos a dificuldade do projecto em que nos estamos a lançar.

A nossa equipa actualmente não tem a capacidade ou os recursos para progredir o suficiente nessa direcção, por isso estamos a planear aumentar significativamente o tamanho da nossa equipa. Temos uma equipa de pesquisa de dez pessoas e planeamos aumentar para mais do dobro nos próximos três anos. Estamos a planear aumentar o número de colaboradores jovens, mas essencialmente pretendemos contratar pessoas com experiência relevante que possam contribuir como pesquisadores e/ou administradores da nossa equipa.

A lista das melhores instituições de caridade da GiveWell não vai mudar drasticamente no futuro próximo, e poderá incluir sempre as instituições de caridade que recomendamos hoje. As nossas melhores instituições de caridade obtêm excelentes resultados de custo-eficácia, e acreditamos que sejam algumas das melhores oportunidades de doação em saúde e desenvolvimento globais. Esperamos vir a concluir que muitas das oportunidades que consideremos em áreas novas sejam para nós menos custo-eficazes do que as que recomendamos actualmente, mas também achamos que é possível que identifiquemos algumas oportunidades que sejam muito mais custo-eficazes. Acreditamos que vale a pena um grande esforço para ficarmos a saber.

Que áreas iremos investigar?

Como em qualquer exploração numa área nova, esperamos que as especificidades do trabalho que iremos fazer, mudem à medida que aumenta o nosso conhecimento. Abaixo, discutimos duas grandes áreas de trabalho em que neste momento nos estamos a lançar e para as quais estamos a construir a nossa equipa. A longo prazo, estamos abertos a considerar conceder fundos ou a fazer recomendações em todas as áreas da saúde e desenvolvimento globais. Ainda não consideramos de forma abrangente quais poderiam ser essas áreas, mas estas poderiam incluir (por exemplo) pesquisa e desenvolvimento ou empreendedorismo social.

Usar avaliações fundamentadas e provas menos consistentes para chegar a conclusões sobre intervenções adicionais de entrega directa

No passado, perguntamos muitas vezes: “esta intervenção atende aos nossos critérios?” em vez de “quais são as nossas melhores estimativas sobre quão promissora é esta intervenção em comparação com as nossas melhores instituições de caridade?” O nosso relatório de intervenção sobre educação é um bom exemplo de colocar a pergunta: “isto atende aos nossos critérios?” Avalia todos os estudos aleatórios controlados de programas educacionais que medem os resultados a longo prazo, mas não tenta chegar a uma conclusão sobre quão custo-eficaz é a educação nos países em desenvolvimento.

Planeamos explorar de forma mais aprofundada o modo como podemos chegar a conclusões sobre como áreas, tais como a nutrição, a agricultura, a educação, a saúde reprodutiva, as intervenções cirúrgicas, a saúde mental e as doenças não transmissíveis se comparam com as nossas melhores instituições de caridade.

Procurar oportunidades para melhorar os gastos governamentais e influenciar as políticas governamentais

Estas são algumas das áreas que iremos considerar explorar para influenciar a aplicação dos recursos e as políticas governamentais:

Área temática ampla Exemplos Breve fundamentação
Regulamentação da saúde pública Controle do tabaco; regulamentação da tinta à base de chumbo; segurança rodoviária; regulamentação da poluição do ar; fortificação e biofortificação de micronutrientes; controle do açúcar; controle do sal; controle das gorduras trans; legislação para reduzir os medicamentos falsificados; poluição do solo; regulamentação de pesticidas; leis de segurança ocupacional Algumas intervenções na regulamentação para melhorar a saúde pública tiveram um grande impacto nos países de rendimentos elevados. Nos países de baixos rendimentos o governo pode não ter a capacidade ou a vontade política para implementar essa regulamentação. As instituições de caridade podem defender ou fornecer a assistência técnica para acelerar a regulamentação e melhorar a sua implementação.
Melhorar a selecção de programas governamentais Innovation in Government Initiative; Innovations for Poverty Action; IDInsight; Center for Effective Global Action Governos de países de baixos rendimentos podem não ter a capacidade de seleccionar bons programas para apoiar com os seus orçamentos limitados. Instituições de caridade podem ajudar directamente os governos a tomar melhores decisões a curto prazo, ou ajudar a melhorar as suas capacidades para fazê-lo de forma independente a longo prazo.
Melhorar as implementações governamentais Results for Development; Deworm the World na Índia Países de baixos rendimentos podem não ter a capacidade de implementar programas de maneira eficaz. Instituições de caridade podem ajudar directamente os governos a melhorar o alcance ou a qualidade dos programas a curto prazo, ou ajudar a melhorar as suas capacidades para fazê-lo de forma independente a longo prazo.
Melhorar as capacidades governamentais não programáticas Building State Capability Melhorar as capacidades administrativas de um governo pode resultar em amplas melhorias na forma como os países funcionam.
Melhoramento ou aumento dos gastos com a ajuda humanitária Center for Global Development; ONE Campaign; Overseas Development Institute; Brookings Institution Os gastos dos países de rendimentos elevados em saúde e desenvolvimento globais representam uma grande parcela do gasto total nessa área. Existem grupos que defendem e fornecem assistência técnica para melhorar os gastos com a ajuda humanitária.
Defender o aumento de gastos em programas de entrega directa altamente custo-eficazes Malaria No More; Uniting to Combat Neglected Tropical Diseases O dinheiro que a GiveWell movimenta é uma pequena proporção do total de gastos globais em ajuda humanitária. Acreditamos que esses dólares iriam mais longe se uma parte fosse redireccionada para os programas de entrega directa altamente custo-eficazes que recomendamos.
Aumentar o crescimento económico e a redistribuição Cidades charter; programas de infra-estrutura; liberalização comercial; política macroeconómica; International Growth Centre; reforma tributária O crescimento económico é um importante factor de bem-estar económico a longo prazo. As políticas governamentais podem ser um elemento determinante da taxa de crescimento económico e do grau em que o crescimento se traduz em bem-estar para a população. Pode haver oportunidades para que as instituições de caridade ajudem a promover o crescimento e melhores resultados de distribuição.
Externalidades negativas de políticas de países de rendimentos elevados Reforma da imigração; liberalização comercial; redução das emissões de carbono Os governos dos países de rendimentos elevados são incentivados a seleccionar políticas que sejam populares entre os seus próprios eleitores. Essas políticas podem impor custos substanciais aos países de rendimentos baixos. As instituições de caridade podem defender que essas políticas sejam alteradas.
Melhorar a governação Observação das eleições; anti-corrupção; prémios de boa governação; limites de mandato; programas de paz Existem características particulares da governação de um país (por exemplo, responsabilidade democrática, estabilidade, direitos humanos, falta de corrupção) que estão fortemente associadas ao bem-estar do seu povo. As instituições de caridade podem defender que essas características sejam adoptadas ou fortalecidas.
Reduzir o custo de produtos de saúde Clinton Health Access Initiative Reduções no custo de produtos médicos podem resultar numa cobertura mais abrangente e na melhoria do bem-estar económico das famílias de baixos rendimentos.
Melhorar a recolha de dados Institute for Health Metrics and Evaluation Dados aperfeiçoados podem ser usados por diversos agentes para se tomar melhores decisões.
Grandes apostas pontuais Defesa e pesquisa de gene drives nos mosquitos Poderemos encontrar projectos promissores que não se encaixem perfeitamente numa das categorias anteriores.

Em que medida irá mudar a nossa análise? Em que medida será semelhante?

Escrever e publicar os detalhes do raciocínio que suporta as recomendações que fazemos é uma parte essencial da GiveWell. Iremos permanecer totalmente transparentes sobre a nossa pesquisa.

Decisões subjectivas que não são facilmente fundamentadas em dados empíricos têm sido parte da pesquisa da GiveWell ao longo dos tempos. Por exemplo, tomamos decisões subjectivas difíceis face a resoluções relevantes sobre pesos morais, ao interpretarmos provas conflituantes sobre a desparasitação e ao calcularmos o efeito de incentivarmos ou excluirmos outros agentes através das nossas doações (o que chamamos de alavancagem e fungibilidade).

À medida que nos movemos para áreas onde é mais difícil medir os resultados e atribuir um impacto causal, estamos a prever que, ao tomarmos decisões, os julgamentos subjectivos desempenhem um papel maior. Para ver exemplos da abordagem que adoptamos até agora, consulte o nosso artigo sobre a nossa recente recomendação de um financiamento para a Innovation in Government Initiative, uma entidade dentro do Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab (J-PAL) que concede financiamento, ou consulte a nossa página que avalia a fase I do nosso financiamento de 2016 para a Results for Development (R4D). Embora escrever sobre essas decisões seja colocar em causa esse trabalho, estamos totalmente comprometidos com a partilha daquilo que nos levar às nossas decisões, apenas com pequenas excepções devido a informações confidenciais ou sigilosas.

O que significa isso para o crescimento organizacional e do pessoal?

Precisamos de aumentar a nossa equipa para atingir as nossas metas. No ano passado, tivemos que fazer, várias vezes, a difícil escolha de não aceitar um projecto de pesquisa ou a procura de uma oportunidade de financiamento que parecia promissora, porque não tínhamos capacidade.

Estamos a planear aumentar a nossa equipa de pesquisa praticamente para o dobro, nos próximos anos, principalmente contratando pesquisadores com experiência e/ou formação académica em saúde e desenvolvimento globais. Estamos à procura de colaboradores individuais e gestores de pesquisa para a equipa. Esperamos que as pessoas que contratarmos nos próximos anos tenham um papel fundamental na elaboração dos planos da pesquisa futura da GiveWell e que venham a ser alguns dos líderes da GiveWell no futuro.

Para mais informações sobre as funções de pesquisa para as quais estamos a contratar, consulte as nossas ofertas de emprego.


Texto publicado originalmente por Por Elie Hassenfeld no blog da GiveWell, a 7 de Fevereiro de 2019.

Tradução de José Oliveira.

Botao-assineBoletim

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s